A Remar na Guiné Equatorial precisa de ajuda para reconstruir habitação e escola após uma explosão

No dia 7 de março, por volta das 13:30 horas locais, várias explosões no quartel militar de Nkuantoma semearam o caos na Guiné Equatorial.

 

Como resultado, pelo menos 17 mortos e cerca de 500 feridos foram contabilizados em Bata, a cidade mais populosa e capital económica da Guiné Equatorial. A explosão foi sentida a vários quilómetros, a onda de choque destruiu casas e deixou muitas perdas económicas nesta cidade.

 

A apenas 3 quilómetros deste quartel está uma Casa da Remar, para o Acolhimento de Crianças sem recursos que foram acolhidos pela ONG, para serem tuteladas por ela, cuidadas e protegidas, devido à impossibilidade das suas famílias o poderem fazer, uma vez que vivem em pobreza extrema ou outros problemas sociais.

 

Graças a Deus não houve vítimas a lamentar nem perdas humanas, mas a Casa Remar foi completamente destruída como resultado destas explosões. Este era um edifício de dois andares, propriedade da ONG Remar na cidade de Bata, que era usado para a habitação das crianças alojadas na Remar, e também dentro deste edifício estava a escola que foi instalada para poder fornecer-lhes educação e formação, e lamentavelmente ficou completamente destruída. Neste momento, as crianças perderam a casa e a escola.

 

Segundo fontes oficiais, a razão destas explosões foi “manuseamento negligente de dinamite na base militar” e “os hospitais estão a transbordar, muitas casas estão destruídas, crianças a andar nas ruas sem saber onde estão os seus pais”. A situação é de caos e desolação.

 

A Remar na Guiné Equatorial pede ajuda urgente para a reconstrução desta Casa e da Escola. Precisamos fazê-lo urgentemente, para que possamos continuar a ajudar muitos. Precisamos de materiais urgentes, financiamento para construção e materiais para a escola, mobiliário, cadeiras, mesas, ajuda e contributo voluntário. Precisamos da vossa solidariedade. Ajude-nos por favor. O objetivo é reconstruir esta Casa de Acolhimento o mais rápido possível.

 

Na Guiné Equatorial, a Remar está estabelecida desde 1996, e durante estes 23 anos já realizamos e estamos a realizar Projetos de Desenvolvimento para cuidar das pessoas mais desfavorecidas, com uma especial atenção às pessoas com problemas de dependência com o objetivo da sua recuperação.

Foram desenvolvidos Programas para Cuidado Infantil, Mulheres e Jovens, com o apoio financeiro da Remar Espanha, que, através de contribuições financeiras e dos materiais enviados em Contentores de Ajuda Humanitária durante todos estes anos, conseguiu levantar este trabalho, com o grande impacto e aprovação por parte da comunidade local.

 

 

A Guiné Equatorial tem dois Lares Adotivos com crianças e adolescentes que são enviados por parentes extremamente pobres que não conseguem satisfazer as necessidades básicas dos seus filhos. Temos assim uma Escola para estes menores, e um Refeitório Social para ajudar também a população local, com refeições.

 

Ao longo de todos estes anos o trabalho tem sido duro, mas continuamos encorajados, sabendo que há muitos a beneficiarem do amor e da compaixão que lhes é favorecida.

 

Nesta ocasião, pedimos a Solidariedade de todos, para que possamos voltar a erguer esta Casa e continuar a ajudar muitos.

Por favor colabore! Ajude-nos a ajudar!

 

COLABORAR

A ASSOCIAÇÃO REMAR PORTUGUESA, em cooperação com PARTILHA CONSTANTE - ASSOCIAÇÃO, vem desta forma anunciar que a já habitual Ceia de Natal Solidária, dirigida aos sem-abrigo e população mais fragilizada da cidade de Lisboa, vai ser levada a cabo em formato Take Away, em virtude das imposições restritivas da DGS, (Direção Geral de saúde), motivadas pela Pandemia COVID19.

 

Muito Agradecemos a todos os que se voluntariaram, no entanto e tendo em conta o formato excecional em que a ceia será servida este ano, não será necessário o numero de voluntários com que habitualmente contamos para o efeito, sendo que oportunamente, o nosso departamento de relações publicas convocará o grupo de voluntários necessários para levar a cabo esta iniciativa. 

Assim sendo informamos que estão já encerradas as inscrições para este evento em particular, mantendo-nos no entanto na expetativa 
que muito em breve todos possamos de novo dar o nosso contributo aos mais carenciados, através deste ou de outro projecto social em curso.
Sem mais por agora desejamos a todos umas festas felizes e um prospero ano novo com muita saude.