Como Funciona

N√≥s Dedicamo-nos a Receber e a Atender os mais Desfavorecidos, Solucionando Problemas Espec√≠ficos, Melhorando as suas Vidas e as suas Condi√ß√Ķes Sociais.

 

A REMAR √© uma ONG com portas abertas dia e noite. Temos um compromisso com os mais necessitados que recorrem a n√≥s em situa√ß√£o de grande car√™ncia. Os mais carentes s√£o, para n√≥s, pessoas com rosto e que precisam de ser ajudadas para que tenham as condi√ß√Ķes m√≠nimas para viverem com qualidade. Tamb√©m nos preocupamos com as origens dos problemas que os levam a viver dessa forma, pois muitos vivem √† margem da sociedade. A√≠ tamb√©m procuramos ajud√°-los, levando-os a perceber a sua situa√ß√£o real, e a conhecerem o amor de Deus que os pode levar a viver uma nova vida.

 

Os nossos utentes são alimentados e recebem o vestuário, o conforto e a atenção que merecem com dedicação e dignidade. Depois da sua adaptação, começam aos poucos a ser integrados nas atividades da Associação, onde todos cooperam para o avanço da Obra de Deus, dentro e fora de portas.

 

Os Centros de Acolhimento procuram dar resposta imediata aos que precisam de abrigo, pois são um meio de preparar os utentes para o trabalho, com atividades de manutenção de vária ordem, onde procuramos mantê-los ocupados para o bem deles e da comunidade.

 

 

Como Trabalhamos

 

Hoje Em Dia, Somos Uma Organização Não Governamental (Ong), Dedicados À Cooperação Internacional.

 

Somos uma organização solidária. Preocupamo-nos com a situação no nosso país e fora do mesmo. Também cooperamos com as nossas congéneres nos países em que estamos trabalhando.

Ajudamos outros com aquilo que conseguimos angariar dos Amigos da REMAR, que são as empresas que nos fornecem os mais diversos meios desde géneros alimentares, vestuário, materiais de construção e outros. E nunca são demasiados os que nos ajudam a ajudar!

 

A n√≠vel da Europa, com a grande vaga de refugiados, enviamos bens de primeira necessidade para estes Campos onde a REMAR est√° servindo as popula√ß√Ķes carenciadas. A angaria√ß√£o desses bens e os apelos feitos √†queles que querem ajudar, mas que n√£o podem por quest√Ķes de log√≠stica, assumimos n√≥s o compromisso de fazer chegar essa ajuda.

 

Há necessidade de voluntários, mas alegramo-nos porque através dos nossos Escritórios Centrais, temos recebido alguns contactos para saber o que podem fazer para socorrer aqueles que precisam.

 

√Āreas De Atua√ß√£o

 

O Objetivo Social Da Remar Consiste Em Trabalhar Dentro Da Sociedade Portuguesa e Internacional

 

A ASSOCIAÇÃO REMAR procura dar respostas coerentes a problemas reais, com cuidados específicos:

 

  • Apoio infantil
  • Apoio √†s fam√≠lias
  • Apoio √† juventude
  • Apoio √† mulher.
  • Apoio a idosos
  • Programas de recupera√ß√£o e reinser√ß√£o de toxic√≥manos
  • Ajuda a pessoas afetadas pelo HIV
  • Aten√ß√£o a reclusos nos Estabelecimentos Prisionais
  • Apoio a reclusos em sa√≠das prec√°rias, nos Centros da REMAR
  • Trabalho de rua em aux√≠lio aos que mais necessitam
  • Campanhas de sensibiliza√ß√£o e de preven√ß√£o

 

Em Portugal temos várias Casas de Acolhimento, de norte a sul do nosso país, disponíveis 24 horas por dia, para receber todos os que solicitam a nossa ajuda.

Fazemos trabalho nas ruas com distribui√ß√£o de agasalhos, alimentos e aconselhamos muitos deles a entrarem nos nossos Centros, para deixarem as situa√ß√Ķes prec√°rias onde se encontram. Em muitos casos os nossos objetivos n√£o s√£o alcan√ßados, mas quando alguns deles deixam as ruas ou a sua condi√ß√£o, e mudam de vida, j√° √© motivo de grande satisfa√ß√£o.

 

Ao estarmos implantados em mais de 70 países, apoiamos Projetos de Cooperação Internacional através das seguintes atividades:

Envio de Contentores de Ajuda Humanit√°ria:

 

  • Angola
  • Mo√ßambique
  • Swazil√Ęndia
  • Cabo Verde
  • Belize
  • √Āfrica do Sul
  • Programa de apadrinhamento de crian√ßas
  • Programa de envio de pessoal volunt√°rio e mission√°rios

Objetivos Da Associação

 

O Principal Objetivo √Č O De Ajudar Os Mais Carenciados e Marginalizados

 

Temos como objectivo a recupera√ß√£o de marginalizados, no geral. S√£o aquelas pessoas que foram abandonadas socialmente, pessoas sem recursos e aqueles que padecem de v√°rios tipos de adi√ß√Ķes.

Procuramos minorar as dificuldades das fam√≠lias carenciadas, pelos mais diversos motivos, tais como maus tratos, div√≥rcios, desemprego, abandono do lar por algum dos c√īnjuges, etc.

Enquanto houver uma pessoa sem teto, um toxicodependente, um alcoólico, uma mãe solteira, uma família desalojada… haverá sempre motivos de ajuda que nos fazem estar sempre ativos.